06/01/2022 às 15:05 Educação Noticias

Voos comerciais irão facilitar acesso para quem quer estudar medicina no Paraguai

1
3min de leitura

A oferta de voos comerciais a partir de 31 de janeiro deste ano no Aeroporto Internacional de Ponta Porã vai facilitar o acesso de estudantes brasileiros que desejam estudar medicina no Paraguai e escolhem a cidade de Pedro Juan Caballero. A opinião é do gerente geral da Universidade Central do Paraguai (UCP), Alisson Costa Marengoni. Ele acredita que com a abertura do aeroporto “as distâncias serão encurtadas” e os universitários poderão aproveitar melhor o tempo livre no período de férias e feriados para passar com a família, principalmente nos estado mais distantes.

“Muitos de nossos alunos moram longe da Pedro Juan Caballero e optavam em ficar longos períodos longe de seus familiares e amigos, já que o tempo de deslocamento nos períodos de férias consumiam muitos dias de viagem e alto custo financeiro. Agora com os voos partindo de Ponta Porã eles podem programar suas viagens e comprando antecipadamente as passagens, sempre pagam um custo menor e o tempo de deslocamento vai diminuir significativamente” disse ele.

Hoje cerca de 20 mil estudantes brasileiros estudam medicina nas faculdades de Pedro Juan Caballero e boa parte na UCP que é a maior instituição de ensino superior na área médica do Paraguai. Os dirigentes das faculdades acreditam que a entrada em operação da linha comercial ligando Ponta Porã a São Paulo além de facilitar a vida de quem já estuda nas faculdades da fronteira, vai atrair novos universitários que encontravam na distância um grande empecilho para optar pelo curso na região.

No final do ano passado o Aeroporto Internacional de Ponta Porã recebeu a Certificação Operacional por meio da Portaria nº 6788, da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). O documento identifica itens como a classe de aeronaves que podem operar no aeroporto e período do dia em que estão autorizados pousos e decolagens.

Com isso o aeródromo está capacitado para receber aviões de grande porte o Embraer E1 e E2, Airbus A318, A319, A319neo e A320neo, Boeing 737-700 e 737-800 em versão com peso reduzido. As operações de voos podem ocorrer no período diurno e noturno.

Para o criador do curso de medicina na UCP em Pedro Juan Caballero, a homologação do aeroporto por parte das autoridades brasileiras e a entrada em operação de uma linha regular, ligando a fronteira com os demais estados, mostram que a ideia de apostar na região foi acertada e que com o oferecimento de uma educação qualificada, aliada aos investimentos feitos pelos governos dos dois países em infraestrutura para garantir qualidade de vida para quem escolhe fazer medicina no Paraguai, todo o potencial da fronteira poderá ser explorado. “A UCP sempre acreditou que o crescimento viria com a melhoria do ensino oferecido e com os investimentos privados e governamentais. Fizemos a nossa parte e estamos entregando aos nossos alunos o que há de melhor em ensino superior e agora eles terão a tranquilidade de saber que poderão estar na casa deles ou receber, pais, parentes e amigos na nossa fronteira vindo de avião de qualquer lugar do Brasil e do mundo”, disse Karlos.

O aeroporto teve obras de melhorias em seu terminal concluídas pela Infraero em setembro do ano passado e em novembro a Azul Linhas Aéreas iniciou a venda de passagens para suas operações, que começarão em 31 de janeiro deste ano.

06 Jan 2022

Voos comerciais irão facilitar acesso para quem quer estudar medicina no Paraguai

Comentar
Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Copiar URL

Quem viu também curtiu

09 de Fev de 2021

Lino Sanabria toma posse do cargo de reitor pro tempore

21 de Jul de 2020

Ponta Porã ganha sessões de cinema drive-in no Majestic Hall

21 de Mai de 2020

Como diminuir stress antes do evento

Logo do Whatsapp