Imagem capa - CORONAVIRUS/ESTADO: Governo discute ações de enfrentamento ao Coronavírus com as Universidades por EVENTO MS
Noticias

CORONAVIRUS/ESTADO: Governo discute ações de enfrentamento ao Coronavírus com as Universidades

Campo Grande (MS) – Nesta segunda-feira (16.3) o governo do Estado realizou, na  sede da Governadoria, uma reunião com representantes de oito universidades, para o alinhamento de informações referentes ao monitoramento dos casos de infecção por coronavírus pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), às ações de enfrentamento e ao compartilhamento das medidas que vêm sendo adotadas pelas Universidades públicas e particulares do Mato Grosso do Sul.

Além do intercâmbio de informações entre as instituições, a iniciativa reforçou as diretrizes e critérios que vêm norteando o governo, a fim de respaldar o grupo na tomada de decisões. “Em janeiro instituímos um Centro de Operações de Emergência (COE/MS) referente ao Coronavírus (nCoV), justamente para auxiliar na definição de diretrizes estaduais para vigilância, prevenção e controle, além de acompanhar as ações desenvolvidas pelo governo. E são justamente esses dados técnicos que nos nortearão nas decisões. Respeitamos a autonomia das universidades mas, se pudermos trabalhar em conjunto, dialogando, teremos um resultado melhor”, destacou o governador Reinaldo Azambuja.

“Vivemos um momento que nos exige tomar decisões importantes. E precisamos ter muita serenidade para administrar essas decisões, por isso é fundamental que haja diálogo, parceria, e a adoção de critérios técnicos e protocolos muito bem definidos, no tempo certo”,  completou o secretário de Estado de Governo, Eduardo Riedel. 

“Respeitamos a autonomia das Universidades mas, se pudermos trabalhar em conjunto, dialogando, teremos um resultado melhor”, destacou o governador Reinaldo Azambuja.

Os presentes foram unânimes quanto à pressão da comunidade acadêmica e sociedade para suspensão das atividades, no entanto, com base nas informações apresentadas, entraram em  consenso quanto à adoção de medidas paliativas que reduzam a concentração de estudantes sem prejudicar o calendário acadêmico.  

“Precisávamos de um alinhamento político e, após esta reunião, decidimos que a partir desta terça-feira (17) as Universidades vão gradativamente mudar a metodologia das aulas e atividades didáticas, evitando aulas e atividades presenciais por meio da adoção de tecnologias de ensino à distância, conforme a capacidade e disponibilidade de cada instituição – para que não haja prejuízo às atividades acadêmicas. Não se trata de paralisação e sim adaptação da metodologia. Essa medida deve auxiliar no enfrentamento desta doença”,  explicou o presidente do Conselho de Reitores das Instituições de Ensino Superior de MS (CRIE) e reitor da UFMS, Marcelo Turine.

Na ocasião, os gestores puderam conhecer detalhes da metodologia de acompanhamento da Secretaria de Estado de Saúde, que diariamente tem publicado boletins epidemiológicos de monitoramentos dos casos no estado. Os boletins são disponibilizados diariamente a partir das 16h no site da SES (www.saude.ms.gov.br) e no hotsite criado pelo governo do Estado para a disseminação de informações oficiais (www.coronavirus.ms.gov.br).

Além do governador Reinaldo Azambuja e do secretário de Governo, Eduardo Riedel, participaram da reunião o diretor da Escola Saúde, André Vinicius de Assis; a médica Mariana Trinidad Garcia Croda (SES); o reitor e vice reitora da UFMS, Marcelo Augusto Turine e  Camila Ítavo; a reitora e vice-reitor da UFGD, Mirlene Damazio e Luciano Geisenhoff; o reitor e diretor da Anhanguera Campo Grande, Taner Bitencourt e Fábio Aparecido Julio; a reitora e pró-reitor de pesquisa do Instituto Federal de MS (IFMS), Elaine Cassiano e Danilo Teles; o reitor e pró reitor de Desenvolvimento Institucional da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), padre José Marinoni e irmão Giulianno; o reitor Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), Laércio Alves de Carvalho; a diretora e pró-reitor de Ensino da Unigran, Mariana Zauith e Vinicius Soares; além da diretora da Faculdade Instead, Neca Chaves Bumlai. 

Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado de Governo e Gestão Estratégica (Segov). 

Fotos: Edemir Rodrigues.